Artigos

Patrimônio Cultural de Guarulhos

Construída em estilo colonial, a E.E. Capistrano de Abreu, com seus noventa e cinco anos de existência, teve sua fundação com o nome de Escolas Reunidas de Guarulhos, na rua Luiz Faccini.

Em 1913, através de um ofício encaminhado por um grupo de personalidades guarulhenses, dentre elas Padre Celestino, Túlio Brancaleone, José Maurício de Oliveira (que seria prefeito da cidade em 1919), ao prefeito Capitão Gabriel José Antônio, foi requerido um terreno para que fosse construído um grupo escolar, com intuito de reunir as escolas que se encontravam distantes e precárias, dentre elas a escola da Vila Galvão, Ponte Grande, Bonsucesso, Baquirivu e Vila Augusta.

Primeira escola de Guarulhos, tombamento, patrimônio de Guarulhos, História de Guarulhos

           A escola é reconhecida como patrimônio cultural de Guarulhos. Ano: 2015. Acervo: AAPAH/Bruno Leite de Carvalho.

O pedido foi atendido pela Secretaria da Educação do Estado, inaugurado em 1° de julho de 1926, o então o Grupo Escolar de Guarulhos, que vinte e um anos depois receberia o nome de Capistrano de Abreu.

João Capistrano de Abreu, cearense da cidade de Maranguape e patrono da escola, foi historiador e inovador nos métodos de investigação e interpretação da história do Brasil. Confrontou até mesmo o então imperador Dom Pedro II, em seu concurso para entrar no Colégio Dom Pedro II ao afirmar sua superioridade diante qualquer um da banca examinadora. Constrangido com a cena, o imperador acaba por adiar a sessão.

Passaram por lá alguns alunos de famílias tradicionais, homenageados pelos logradouros da cidade como os Pannochia, Turri e Faccini.

Por meio do projeto “Minha escola tem história”, de 2005, os alunos, coordenados pelos professores, realizaram buscas documentais e de depoimentos de ex-alunos obtendo assim registros de eventos realizados e participados, inclusive fora recuperado o hino próprio da escola, de 1948, escrito pelo professor Irineu de Castro Andrade.

06-12-2016
Construída em estilo colonial, a E.E. Capistrano de Abreu, com seus noventa e cinco anos de existência, teve sua fundação com o nome de Escolas Reunidas de Guarulhos, na rua Luiz Faccini.
22-11-2016
História de Guarulhos, Emancipação, Paço, Patrimônio de Guarulhos,

Os acontecimentos no Antigo Paço Municipal

Em 2005, a equipe de funcionários que compunham o Núcleo do Patrimônio Cultural da Secretaria de Cultura de Guarulhos, vinculados, ao que parece, ao “Arquivo Histórico de Guarulhos” fez uma notação no verso de uma fotografia que registrou, segundo esse núcleo, o “Dia da Instalação da Comarca - Recepção à chegada de autoridades” em 24 de março de 1956.
18-11-2016
cocaia, morro, guarulhos, sao joão batista, tombada

Igreja São João Batista é símbolo de resistência no Cocaia

Erigida na década de 1940 no bairro do Cocaia, a Igreja São João Batista dos Morros, popularmente conhecida como capelinha é o monumento mais antigo do bairro, ela resiste ao fluxo de uma dos mais movimentados logradouros da nossa cidade, a avenida Faria Lima, está localizada na praça Nello Poli, sem número.
10-11-2016
Escola Dulce Breves, patrimonio tombado, Guarulhos, história, Bairro dos Morros

Escola Estadual Dulce Breves: Reconhecendo a Própria História

A escola estadual Dulce Breves Neves foi construída no início da década de 1970, sendo denominada inicialmente de Escola de Primeiro Grau bairro dos Morros. Foi projetada como uma pequena escola com quatro salas de aula, para atender a pequena comunidade do bairro. No local foram alfabetizados os filhos dos sitiantes das olarias que existiam na região. Foi a primeira escola pública da região, atendendo crianças de 6 a 10 anos.