Tombamento

Patrimônio Cultural de Guarulhos

Construída em estilo colonial, a E.E. Capistrano de Abreu, com seus noventa e cinco anos de existência, teve sua fundação com o nome de Escolas Reunidas de Guarulhos, na rua Luiz Faccini.

Em 1913, através de um ofício encaminhado por um grupo de personalidades guarulhenses, dentre elas Padre Celestino, Túlio Brancaleone, José Maurício de Oliveira (que seria prefeito da cidade em 1919), ao prefeito Capitão Gabriel José Antônio, foi requerido um terreno para que fosse construído um grupo escolar, com intuito de reunir as escolas que se encontravam distantes e precárias, dentre elas a escola da Vila Galvão, Ponte Grande, Bonsucesso, Baquirivu e Vila Augusta.

Primeira escola de Guarulhos, tombamento, patrimônio de Guarulhos, História de Guarulhos

           A escola é reconhecida como patrimônio cultural de Guarulhos. Ano: 2015. Acervo: AAPAH/Bruno Leite de Carvalho.

O pedido foi atendido pela Secretaria da Educação do Estado, inaugurado em 1° de julho de 1926, o então o Grupo Escolar de Guarulhos, que vinte e um anos depois receberia o nome de Capistrano de Abreu.

João Capistrano de Abreu, cearense da cidade de Maranguape e patrono da escola, foi historiador e inovador nos métodos de investigação e interpretação da história do Brasil. Confrontou até mesmo o então imperador Dom Pedro II, em seu concurso para entrar no Colégio Dom Pedro II ao afirmar sua superioridade diante qualquer um da banca examinadora. Constrangido com a cena, o imperador acaba por adiar a sessão.

Passaram por lá alguns alunos de famílias tradicionais, homenageados pelos logradouros da cidade como os Pannochia, Turri e Faccini.

Por meio do projeto “Minha escola tem história”, de 2005, os alunos, coordenados pelos professores, realizaram buscas documentais e de depoimentos de ex-alunos obtendo assim registros de eventos realizados e participados, inclusive fora recuperado o hino próprio da escola, de 1948, escrito pelo professor Irineu de Castro Andrade.

06-12-2016
Construída em estilo colonial, a E.E. Capistrano de Abreu, com seus noventa e cinco anos de existência, teve sua fundação com o nome de Escolas Reunidas de Guarulhos, na rua Luiz Faccini.
10-05-2016
Casarão Jose Mauricio, Patrimônio Histórico de Guarulhos, História de Guarulhos, Centro

Casarão José Maurício de Oliveira

Foi construído em 1937 para ser a casa do prefeito José Maurício. Foi usado como sede vários organismos oficiais, tais como a Junta do Exército e o Arquivo Histórico. É uma das últimas casas da cidade de arquitetura eclética, muito comum no início do século XX. Em 2000 foi tombada via Lei Orgânica do Município. Porém o litígio jurídico durou mais de dez anos e apenas em 2012 ela foi adquirida pelo município. Em 2014, a casa recebeu os primeiros projetos para restauração.
12-03-2016
Cemitério São João Batista, Patrimônio Histórico de Guarulhos, História de Guarulhos

Cemitério São João Batista

Um dos mais antigos cemitérios de Guarulhos, seus primeiros indícios datam do século XIX. O terreno pertencia a Francisco Antunes que doou o terrenos para ampliação. A área do cemitério ocupava até a atual Biblioteca Monteiro Lobato. Na década de 1960, houve remoção dos jazigos para o cemitério do Picanço. Consta que a parte baixa era dedicada a população pobre, sendo esta a removida. Atualmente e uma relevante fonte de estudos sobre a arquitetura funerária.
24-02-2016
Tiago Guerra, historiador, história de Guarulhos, Cecap

Historiador analisa como o patrimônio cultural é tratado em Guarulhos

Patrimônio Histórico e Cultural Tiago Cavalcante Guerra é mestre em História Social, responsável pelo Núcleo de Patrimônio Cultural da AAPAH – Associação Amigos do Patrimônio e […]