patrimonio historico

Assista ao vídeo

Desde 2015, a AAPAH produz o programa Lugares e Memórias de Guarulhos”, os episódios falam sobre história da Catedral Nossa Senhora da Conceição, o Sanatório Padre Bento, o Trem da Cantareira, a Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, e também sobre os bairros do CECAP e do Taboão.

O novo episódio fala sobre o Casarão José Maurício, o jornalista Anderson Gomes narra os acontecimentos desde a compra do terreno, passa pela a construção e as utilidades do local. O episódio fala sobre a aquisição da casa pela prefeitura e também percorre a afetividade e o abandono.

Para o jornalista Bruno Leite de Carvalho, responsável pela comunicação da AAPAH e diretor do programa, o Lugares e Memórias surgiu da preocupação de alcançar o público do Youtube. “A nossa associação já lançou livros, revista, publicamos artigos semanalmente, mas precisávamos falar de uma maneira menos formal, assim os vídeos podem alcançar outra camada de público e ajudar a formar cidadãos interessados pelo patrimônio cultural”.

Casa José Maurício, História de Guarulhos, Guarulhos, patrimônio histórico, patrimônio cultural

Para o diretor geral da AAPAH, Tiago Cavalcante Guerra, o “Lugares e Memórias permite uma ressignificação para o patrimônio histórico e seus atributos, aproximando-os do cotidiano das pessoas, assim garante sua preservação, não apenas por meio de lei, mas pelo sentimento de pertencimento e empatia que pode despertar.

O programa “Lugares e Memórias é uma atividade que integra as ações de educação patrimonial cujo objetivo é estimular por meio de um processo pedagógico de conhecimento, apropriação e valorização. Assim, conseguimos fortalecer também os sentimentos de identidade e cidadania, basilares para a preservação destes bens”, afirma Guerra.

O canal da AAPAH – Associação Amigos do Patrimônio e Arquivo Histórico é acessado pelo endereço youtube.com/aapahguarulhos. Assista o episódio sobre a Casa José Maurício. 

18-04-2017
Casa José Maurício, História de Guarulhos, Guarulhos, patrimônio histórico, patrimônio cultural

Programa sobre o Casarão José Maurício

Desde 2015, a AAPAH produz o programa “Lugares e Memórias de Guarulhos”, os episódios falam sobre história da Catedral Nossa Senhora da Conceição, o Sanatório Padre Bento, o Trem da Cantareira, a Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, e também sobre os bairros do CECAP e do Taboão.
14-07-2016

História arquitetônica da Escola Conselheiro Crispiniano

A Escola Estadual Conselheiro Crispiniano foi o primeiro Ginásio Estadual de Guarulhos, e começou a funcionar em 1951. Em 1960, é desenvolvido um projeto para as novas instalações da escola, e bem ao gosto da época da construção de Brasília, de conceito modernista. Idealizado por um expoente deste tipo de arquitetura João Batista Vilanova Artigas (1915-1985) foi concluída em 1961. Como integrante do partido comunista, Artigas, não tinha a arquitetura como um trabalho isolado de sua ideologia, e, portanto suas obras refletem suas escolhas, ele projeta habitações populares como o CECAP, sede de sindicato dos metalúrgicos de Guarulhos, apenas para citar algumas obras, os espaços abertos existentes nesses lugares representam, para ele, pontos de encontro, de socialização, por exemplo, a escola possui jardins, vão livres, colunas diferenciadas, tudo com base nos conceitos da esquerda da época, cujo maior expoente na arquitetura seja Niemeyer. Mas o Conselheiro não é histórico apenas por seu conjunto arquitetônico, também por ser um dos primeiros projetos de Artigas, nesse sentido.
28-06-2016
Casarão José Maurício, patrimônio tombado de Guarulhos, patrimônio histórico, história de Guarulhos

Nota de Repúdio a Situação do Casarão José Maurício

A AAPAH – Associação Amigos do Patrimônio e Arquivo Histórico, entidade que atua na preservação, valorização e difusão do Patrimônio Cultural.
25-03-2016
Casa da Candinha - Guarulhos, tombado, patrimônio histórico, escravidão

Casa da Candinha– Ruptura e a Metamorfose que não foi

Há cerca de doze anos atrás o projeto de transformar uma antiga casa sede da Fazenda Bananal, inicialmente símbolo de um poder voraz escravocrata, em um Centro de História e Memória das Culturas Negras, entusiasmava os movimentos sociais, intelectuais, militantes, enfim, todos aqueles que lutavam pela igualdade em Guarulhos.