Guarulhos

Patrimônio Tombado

A escola estadual Dulce Breves Neves foi construída no início da década de 1970, sendo denominada inicialmente de Escola de Primeiro Grau bairro dos Morros. Foi projetada como uma pequena escola com quatro salas de aula, para atender a pequena comunidade do bairro. No local foram alfabetizados os filhos dos sitiantes das olarias que existiam na região. Foi a primeira escola pública da região, atendendo crianças de 6 a 10 anos.

A Secretaria de Educação do Estado pretendia demolir para construir outra no lugar com o objetivo de atender mais alunos. Isso mobilizou a comunidade, motivando um interessante processo de reconhecimento do patrimônio histórico local: “Todos se mobilizaram por uma causa nobre. Não podemos perder as identidades da nossa história. E a nossa luta valeu a pena”, argumentou o aposentado Manoel Nóbrega, antigo morador do bairro, como mostrado pela matéria do jornal Guarulhos Hoje em 14/15 de Setembro de 2013. Foram colhidas 500 assinaturas e a demolição foi evitada.

Escola Dulce Breves, patrimonio tombado, Guarulhos, história, Bairro dos Morros

Pátio da Escola Dulce Breves Neves. Acervo: Arquivo Histórico.

Tombada em 2012, pelo Conselho Consultivo Municipal do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Arquitetônico e Paisagístico de Guarulhos, após intensa participação popular e pela iniciativa do vereador Edmilson Souza, a escola foi restaurada mantendo seus traços originários.

O nome Dulce Breves Neves é homenagem a uma professora e diretora da rede estadual de ensino. A seguir um perfil que pode ser encontrado no Arquivo Histórico Municipal de Guarulhos:

DULCE BREVES NEVES

Professora da rede estadual e particular de ensino nasceu em São Paulo em 1893. Filha de Arthur Neves e de Clélia Franco de Almeida Neves, seu pai foi constituinte estadual de 1891 e professor da tradicional Escola Normal da Praça, hoje denominada Escola Estadual de 1º e 2º Graus Caetano de Campos, onde Dulce se formou professora. Iniciou sua carreira no Educandário Amália Franco, tendo mais tarde, lecionado no Grupo Escolar Orestes Guimarães e no Colégio Batista Brasileiro. Neste último, exerceu a função de diretora durante 14 anos. Devido a sua dedicação e profissionalismo, foi escolhida patrona da primeira escola pública do bairro dos Morros, a Escola Estadual Professora Dulce Breves Neves.

10-11-2016
Escola Dulce Breves, patrimonio tombado, Guarulhos, história, Bairro dos Morros

Escola Estadual Dulce Breves: Reconhecendo a Própria História

A escola estadual Dulce Breves Neves foi construída no início da década de 1970, sendo denominada inicialmente de Escola de Primeiro Grau bairro dos Morros. Foi projetada como uma pequena escola com quatro salas de aula, para atender a pequena comunidade do bairro. No local foram alfabetizados os filhos dos sitiantes das olarias que existiam na região. Foi a primeira escola pública da região, atendendo crianças de 6 a 10 anos.
03-11-2016
Arte tumular, cemitério São João Batista, Guarulhos, História de Guarulhos

As características de arte tumular do Cemitério São João Batista

Fundado em 1889 e tombado pelo patrimônio histórico em 28 de agosto de 1990, O São João Batista tem heranças de vários períodos e aspectos antigos que devem ser lembrados com grande importância para entendermos a sua atualidade. Também conhecido como Cemitério do centro situado na Rua Felício Marcondes, era muito mais extenso do que hoje. O antigo espaço chegava até a Biblioteca Municipal Monteiro Lobato, mas foi reduzido nos anos 1960, com parte dos túmulos sendo transferido para o cemitério de São Judas Tadeu (Picanço), que tinha sido recém inaugurado. Hoje tem apenas 3.423,30 metros quadrados.
27-10-2016
Adamastor, Centro Cultural, Chaminé, Guarulhos, Patrimônio Tombado

Adamastor: de fábrica de casimiras se transformou em centro cultural

Sediada na Avenida Monteiro Lobato, nº 690, Macedo, próxima à rodovia Presidente Dutra, a antiga fábrica de Casimiras Adamastor, atualmente um centro educacional e cultural, foi à primeira indústria de grande porte da cidade de Guarulhos. A tecelagem foi responsável por produzir, segundo alguns relatos, um dos melhores tecidos vendidos no país. Além de estar na memória da população local, seu edifício é hoje o último importante documento arquitetônico do início do processo de industrialização do município.
24-10-2016
Anjo Gabriel, Monumento, Estátua, Praça IV Centenário, Guarulhos

Monumento do Anjo Gabriel simboliza paz e desafios para o novo milênio

Feito pelo artista plástico Cesar Enoque de Souza (Salvador, 31/12/1965), o monumento do Anjo Gabriel localizado na Praça IV Centenário, entrada de Guarulhos, foi inaugurado no dia 03 de setembro de 2000, doado pelo Colégio Progresso Centro, hoje Nahim Ahmad. Carregado de símbolos, o monumento de aproximadamente cinco metros de altura transmite uma mensagem de esperança pela paz e desafios para o novo milênio.