Artigos

História de Guarulhos

Sobre o século XIX, temos duas balizas relevantes neste sobrevoo sobre a história de Guarulhos. A presença negra em Guarulhos e o processo de institucionalização que levou a consolidação da Vila de Guarulhos.

A demanda por maior presença do estado fiscalizador, assim como pressão de elites locais levou a freguesia de Guarulhos, que congregava também os bairros da Penha e a cidade de Mairiporã (Juqueri na época), ao status de Vila autônoma.

Longe de ser um processo de ideais emancipatórios, o que houve em Guarulhos foi uma acomodação de forças locais que de modo artificial anexaram outras freguesias (Juqueri e Penha), mas também outros territórios que não tinham nenhuma ligação com a região do centro de Guarulhos, como Bonsucesso e Cabuçu.

Para além do heroísmo, o exemplo de João Álvares de Siqueira Bueno é singular. Natural de Guarulhos foi um dos principais articuladores da elevação da freguesia a vila. Durante a década de 1880 conseguiu se eleger como deputado provincial por duas vezes, além de vereador pela capital. Após a emancipação, conseguiu uma concessão de 50 anos da Câmara de Guarulhos para a implantação de uma linha de bonde.

A junção de interesses que facilitassem a dominação local e a exploração econômica levou a ação daqueles “próceres” que hoje carregam seus nomes em ruas do centro da cidade.

Outro elemento com resiliência são as referências as Irmandades Negras presente nesta época. A posse desses documentos é da Cúria metropolitana, localizada no bairro do Bom Clima e é um acervo fundamental sobre a presença negra no município.

Em Guarulhos, segundo contagem oficiais havia pouco mais de 3000 pessoas em todo o território no século XIX. Se somado Penha e Juqueri, temos pouco menos de 10000 pessoas. Não havia um recorte étnico, mas é de supor que havia uma presença negra forte na cidade, resultado da chegada forçada para algumas atividades econômicas incipientes ligadas ao abastecimento interno e da ínfima, mas permanente exploração aurífera na região das Lavras. A Capela de São Benedito (Bonsucesso) e a Irmandade do Rosário dos Homens Preto (Centro) são resquícios institucionais dessa forte presença. E há que se pesar que a foto mais antiga datada na cidade (1906) traz negros em uma procissão.

A Capela de São Benedito foi construída no início do século XX, no mesmo lugar onde antes existira outra capela de mesmo nome destinada aos escravos e índios e que pertencera à Ordem de São Benedito dos Homens Pretos, construída em 1873. Provavelmente iniciada antes. A capela faz parte do itinerário de celebrações da Festa de Bonsucesso.

Capela de São Benedito (Bonsucesso), foto tirada em 2012. Acervo: AAPAH.

Capela de São Benedito (Bonsucesso), foto tirada em 2012. Acervo: AAPAH.

No caso Igreja do Rosário dos Homens Pretos, a construção é datada do século XVIII e temos documentos que tratam da entrada de recursos financeiros para a construção da capela e de casamento de irmãos da igreja. A demolição da Capela em 1930 e que se localizava no atual calçadão Dom Pedro, cujos motivos são discordantes nos documentos da época, mas a luz do fato concreto (a construção de um clube para o cotidiano das elites brancas da cidade) nos mostra como para a história dos vencidos, é reservada apenas uma sombra no frio concreto.

Artigo originalmente publicado no Semanário Ótimo:

03-08-2015

História de Guarulhos: O século XIX

Sobre o século XIX, temos duas balizas relevantes neste sobrevoo sobre a história de Guarulhos. A presença negra em Guarulhos e o processo de institucionalização que levou a consolidação da Vila de Guarulhos.
30-07-2015

A Barragem Cabuçu, a primeira obra de concreto armado no Brasil

A questão da água em São Paulo é problemática. As principais bacias que abastecem a região metropolitana, o Sistema Cantareira, juntamente com o Alto Tietê, estão próximo de um colapso.
30-07-2015

Lugares e Memórias

Alguns historiadores buscam referências de costumes de determinada época em livros de literatura, em versos de poesia, em quadros artísticos, músicas. As artes trazem referências de costumes e são carregadas de informações do seu tempo.
29-07-2015

Guarulhos 454 anos: momento de reflexão

Mais uma vez a cidade de Guarulhos se coloca diante do oito de dezembro para comemorar seu aniversário. Digo mais uma vez, pois nem sempre esta data esteve associada ao aniversário da cidade, só em 1960 passou a fazer parte do seu calendário oficial, oportunamente, a tempo de comemorar os 400 anos de sua fundação e a ser, desde então, lembrado e celebrado anualmente.