Artigos

10-07-2017
cidadania, cidadania, patrimônio cultural, urbanismo, casa josé maurício, Guarulhos

O patrimônio, a cidade e a cidadania

Somos parte de uma das cidades mais antigas do país e muito pouco da sua história sabemos, não acredito que seja apenas por falha na educação escolar tradicional, que ao meu ver nunca daria conta de sozinha construir em nós o espírito de cidadania e zelo para com os patrimônios públicos, culturais, ambientais, históricos e tudo que está inserido dentro do que reconhecemos como cidade.
29-06-2017
Fogaréu de Guarulhos, patrimônio imaterial, cultura popular, Guarulhos, Bosco Maciel, profano, reliogioso

Processo de Registro de Patrimônio Imaterial – Parte II

Após o envio do Pedido de registro do bem imaterial ao órgão competente, direcionado ao seu presidente, este em seguida direciona os autos do processo do Pedido de Registro ao Conselho – Deliberativo ou Consultivo - para um Parecer acerca da viabilidade e conveniência do pedido ou seu Arquivamento.
22-06-2017

Salas de Milagres: símbolos da fé popular

Como dito no livro “Identidade urbana e globalização: a formação dos múltiplos territórios em Guarulhos”, os bairros do Cabuçu e Bonsucesso impuseram uma importante identidade para os guarulhenses, a história desses locais é marcada pela peregrinação da fé popular baseada no boca a boca dos milagres alcançados que passam da ancestralidade ao novos devotos.
08-06-2017
fundação do sanatório padre bento, lepra, hanseniase, doença, saúde, internação compulsória, tratamento da lepra

Sanatório Padre Bento e suas características

Sanatório São Paulo é inaugurado como uma instituição para tratamento de doentes mentais. E logo em seguida, em 5 de junho de 1931, é adquirido pelo Estado e transformado no Sanatório do Padre Bento (SPB), para internação compulsória e tratamento de leprosos, contando naquela data com 83 pacientes.
02-06-2017
Mapa de Guarulhos, 1938, Geografia, história

Urbanização em Guarulhos: Plano Diretor em Pauta

Um dos paradigmas do urbanismo dos séculos XIX e XX é a metáfora cunhada por Sergio Buarque de Holanda ao tratar do processo de colonização espanhola e portuguesa: o semeador e o ladrilhador. A partir dos olhares sobre a cidade colonial, um dos expoentes da nossa literatura, instituiu uma interpretação sobre a América Latina. Em contraponto a desordem e ao desleixo dos aventureiros portugueses, havia o trabalho sistemático dos ladrilhadores espanhóis. Isto poderia ser facilmente observado ao compararmos os centros antigos do Rio de Janeiro e de Lima, no Peru, por exemplo.
25-05-2017

As águas do centro de Guarulhos: sobre o concreto e o asfalto

Os grandes centros urbanos criam-se, recriam-se e “operam” sobre um substrato que outrora fora completamente natural. Os espaços que em um momento anterior pertenciam á natureza, hoje dá lugar aos objetos e construções do homem.
18-05-2017
futebol, história, Cecap, Guarulhos, futebol de várzea, artigo, esporte, campo

O Futebol no Cecap

Além de trazer inúmeros benefícios à saúde, o futebol tem outros significados: como esporte da paixão nacional, é um importante instrumento de sociabilidade entre as pessoas. O futebol cria símbolos, demarca territórios, desnudas facetas pouco conhecidas das pessoas. Para o bem e para o mal. Nos bairros que conformaram o mosaico da cidade, o futebol é dos principais traços que demarcam a identidade coletiva.
12-05-2017

As ruas espíritas do Jardim Tranquilidade

Antes de ser loteado pela Imobiliária Tranquilidade, o bairro se chamava Vila Allan Kardec. Grande parte era propriedade do Sanatório Padre Bento, que abrigava os hansenianos isolados da sociedade. A história do bairro com a doutrina espírita vem desta época.
04-05-2017
Lei, patrimônio imaterial, guarulhos, Conselho de Patrimônio, cidade

Como solicitar o registro de bem imaterial

No último artigo sobre leis falamos de maneira introdutória sobre o que é o patrimônio imaterial. Em suma, são expressões culturais vivas, manifestadas através de celebrações estéticas, cênicas, musicais, lúdicas que se ligam à tradição de determinada população como parte de sua identidade.
28-04-2017
patrimônio imaterial, guarulhos, banda lira, musica, tradição, local, arte

Banda Lira como Patrimônio Imaterial de Guarulhos

A Banda Lira, com seus quase 110 anos de musicalidade, canta e encanta os guarulhenses desde 1908, quando, reunidos no Largo da matriz, atual Praça Tereza Cristina, começaram a se reunir a fim de arrecadar fundos para a festa do Divino Espírito Santo. Segundo relatos, em 1903, da reunião entre amigos, já era perceptível a origem da banda. Atualmente é presidida por Lola Testai e pelo seu cunhado, maestro Américo Testai.

Artigos

Gmedia Galleries

Layouts

Portfolio

Slides