As ruas espíritas do Jardim Tranquilidade

Lei, patrimônio imaterial, guarulhos, Conselho de Patrimônio, cidade
Como solicitar o registro de bem imaterial
04-05-2017
futebol, história, Cecap, Guarulhos, futebol de várzea, artigo, esporte, campo
O Futebol no Cecap
18-05-2017

As ruas espíritas do Jardim Tranquilidade

História de Guarulhos

Antes de ser loteado pela Imobiliária Tranquilidade, o bairro se chamava Vila Allan Kardec. Grande parte era propriedade do Sanatório Padre Bento, que abrigava os hansenianos isolados da sociedade. A história do bairro com a doutrina espírita vem desta época.

Segundo o site do Centro Espírita Discípulos do Evangelho, no ano de 1942, um interno recém chegado foi abordado por outro interno que dizia que havia tido um sonho que os dois fundariam um núcleo espírita dentro do sanatório. Nasceu assim um grupo de estudo da Codificação Espírita de Allan Kardec. O grupo era secreto, pois havia preconceito contra a doutrina, assim as reuniões aconteciam em locais e horários diferentes.

tranquilida, vila allan kardec, guarulhos, espiritismo, religiao, história, logradouros

Mapa mostra as ruas com nome de personalidades espírita.

Em 1944, já havia 35 internos que participavam destas reuniões, assim foi protocolada a solicitação de licença para o funcionamento de uma sociedade cultural espírita.  Dr. Lauro, diretor do sanatório, aceitou o pedido, então em 06/12/1944, foi organizada a assembleia geral de fundação da sociedade espírita.

Assim a identificação dos moradores com a doutrina é verificada nos nomes das ruas – Bezerra de Menezes (médico, considerado um dos maiores expoentes do espiritismo no Brasil); Batuíra (foi um dos pioneiros da doutrina em São Paulo; Leon Diniz (logradouro em homenagem ao Leon Denis, filósofo espírita; Gabriel Dellane (homenagem ao espírita francês François-Marie Gabriel Delanne); Mirabelli (Carmine Mirabelli foi médium de feitos físicos); Viana de Carvalho (Major Dr. Manuel Viana de Carvalho foi fundador do Centro Espírita Cearense).

A partir de 1958, a entrada ao sanatório foi aberta ao público, assim a Sociedade Espírita Discípulos do Evangelho (S.E.D.E) poderia receber toda a sociedade para os seus trabalhos. Os logradouros identificam uma tradição do bairro e os costumes dos moradores.

Bruno Leite de Carvalho
Bruno Leite de Carvalho
Jornalista, responsável pela assessoria de comunicação da AAPAH, coautor dos livros “Guia Histórico Cultural de Logradouros – Lugares e Memórias de Guarulhos” e “Signos e Significados em Guarulhos: Identidade – Urbanização – Exclusão”.

1 Comment

  1. claudia isadora fernandes de oliveira disse:

    por isso q eu me sinto tão bem quando vou para o teatro padre bento

    View Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.