Capelas, Igrejas e Santuários

Ninho do Corvo, nossa segunda casa
31-01-2016
Cidade Seródio e Haroldo Veloso: de galinheiro a moradia
31-01-2016

Capelas, Igrejas e Santuários

Religião em Guarulhos

O Município de Guarulhos abriga várias capelas, igrejas e santuários fundados pelos jesuítas como na maioria das povoações fundadas por cristãos, a construção dominante da paisagem era uma igreja.

Os sinos eram para regular a vida dos habitantes do lugar. Com seus toques característicos, as badaladas anunciavam as datas tristes e festivas, marcavam as procissões, casamentos, batizados, serviam como alerta de sinistros e ataques, para reunir a população para um comunicado, chamar os fiéis para as missas. Indicavam ainda as chamadas horas canônicas e, mais modernamente, a passagem das horas do dia.

O estilo arquitetônico começa como barroco colonial usado na Igreja Matriz, hoje elevada à catedral.

Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos. Ano 2015. Acervo AAPAH/Bruno Leite de Carvalho.

Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos. Ano 2015. Acervo AAPAH/Bruno Leite de Carvalho.

São várias as capelas preservadas, uma das mais antigas é a do Bom Jesus da Cabeça, conforme conhecimento histórico ela foi construída em 1850, a mando da dona Joaquina Fortes Rendon de Toledo e executada pelo negro escravo e pajem, Raymundo Fortes. O aparecimento da cabeça do Bom Jesus de Pirapora é cercado de lendas e mistérios sobre o seu aparecimento no local, primeiro apareceu no rio em Pirapora do Bom Jesus e depois misteriosamente no rio Cabuçu. O curioso é que não existe ligação entre os rios, mas mesmo assim a lenda é tida, pelos fiéis, como verdade. Esta cabeça foi objeto de veneração da Dª Joaquina em sua fazenda no Cabuçu até o seu falecimento. Foi feita a doação, pela dedicação, desprendimento e religiosidade, ao Mestre Raymundo e a posteriori foi herdada pelo seu neto, também Raymundo Fortes que a conservou nesta capela, onde está no altar até os dias de hoje. Ao lado foi construída uma Igreja, hoje Santuário.

A Capela do Bom Jesus, no bairro Macedo, lembra o barroco. Com uma só torre central, onde abriga o relógio.

A Capela de São Judas, situada no bairro de Torres Tibagy, construída na década de 1970, elevada á igreja e em seguida a Santuário de São Judas Tadeu, já com estilo moderno, sem torre.

No que se refere a igrejas ou paróquias, uma das mais antigas é a de São Pedro Apóstolo, no bairro de Vila Galvão. Fundada em 1919, localizada no ponto mais alto do bairro, estilo eclético, uma só torre, uma rosácea colorida frontal e vitrais ovais. No seu interior abriga o altar com pinturas modernas.

A Igreja Nossa Senhora dos Homens Pretos, localizada no centro de Guarulhos, hoje passando por reforma, segue a linha do eclético com uma só torre central. Passando do Eclético ao moderno.

A paróquia de Nossa Senhora do Rosário, situada no alto do bairro de Vila Rosália, fundada na década de 1970, em estilo moderno. Sem torre, telhado alto em estilo germânico. Porta central em madeira maciça com desenhos em relevo, vitral frontal reto e elemento vazado completando a decoração externa.

A diferença de paróquia e santuário está no desempenho de cada categoria. Paróquia cuida dos fiéis moradores do entorno. Santuário recebe fiéis, romeiros tropeiros de todas as partes do Estado, como no caso do Santuário de Nossa Senhora do Bonsucesso, os festejos se realizam durante o mês de agosto. E o Santuário de São Judas Tadeu recebe fiéis de todos os bairros do município e os festejos são realizados em todo mês de outubro.

Anna Maria Teixeira Carneiro
Anna Maria Teixeira Carneiro
Guia de Turismo, cofundadora da AAPAH - Associação Amigos do Patrimônio e Arquivo Histórico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.