A fundação e as alterações na Catedral de Nossa Senhora da Conceição

Dois imóveis da região histórica de Bonsucesso são demolidos
11-11-2015
Bandeira de Guarulhos, Grande SP, Brasil
Lei tomba dezesseis bens históricos e paisagísticos de Guarulhos
29-11-2015

A fundação e as alterações na Catedral de Nossa Senhora da Conceição

por Bruno Leite de Carvalho[i]

De acordo com a ata da cúria lavrada em 05/09/1912 pelo padre Celestino, a  Catedral de Nossa Senhora da Conceição, também conhecida como Igreja Matriz, foi fundada por jesuítas em 1685.

Porém em um documento de 1691, o procurador Diogo Barbosa Rego comunica à Câmara de São Paulo que o templo estava em ruínas. O procurador afirma na ata que faltava de tudo, principalmente as telhas.

A data de fundação é duvidosa, pois em seis anos a igreja era fundada e logo já se encontrava em ruínas.

No livro Igreja Matriz de Guarulhos – Trezentos Anos, Gasparino Romão e João Ranalli citam outra versão sobre a construção de uma primeira capela em pau a pique e cipó. Já a segunda edificação teria sido erguida em 1643, já em estilo barroco, conforme os livros de tombo da Cúria Diocesana.

Altar da Catedral de Nossa Senhora da Conceição. Ano de 2015. Acervo: AAPAH/Marcelle Marques de Andrade

Altar da Catedral de Nossa Senhora da Conceição. Ano de 2015. Acervo: AAPAH/Marcelle Marques de Andrade

Em 1960, foram construídos os dois largos corredores, assim o templo ficava maior para atender o crescimento da população guarulhense. O altar também sofreu alterações em uma das reformas, chegou a ser deslocado para frente e posteriormente voltou ao seu local original.

A Catedral Nossa Senhora da Conceição sofreu várias mudanças na sua arquitetura, mas ainda mantém sua importância histórica e identitária para o Centro de Guarulhos. O templo passou por diversos períodos históricos e continua lá para os seus fiéis encontrarem o sagrado e para todos os cidadãos representa o patrimônio histórico.

[i] Jornalista, responsável pela assessoria de comunicação da AAPAH, coautor dos livros “Guia Histórico Cultural de Logradouros – Lugares e Memórias de Guarulhos” e “Signos e Significados em Guarulhos: Identidade – Urbanização – Exclusão”.

Bruno Leite de Carvalho
Bruno Leite de Carvalho
Jornalista, responsável pela assessoria de comunicação da AAPAH, coautor dos livros “Guia Histórico Cultural de Logradouros – Lugares e Memórias de Guarulhos” e “Signos e Significados em Guarulhos: Identidade – Urbanização – Exclusão”.

Comments are closed.