O redescobrimento do Centro de Guarulhos pelo entendimento das modificações históricas

Programa Lugares e Memórias de Guarulhos sobre o Sanatório Padre Bento
04-10-2015
O bairro do Bom Clima nos anos 60 e 70
18-10-2015

O redescobrimento do Centro de Guarulhos pelo entendimento das modificações históricas

História de Guarulhos

A AAPAH – Associação de Amigos do Patrimônio e Arquivo Histórico deu início em 14/03/2015, a sua primeira atividade cultural como Ponto de Cultura.

O “Redescobrindo Minha Cidade” é um projeto de educação patrimonial que tem como objetivo promover circuitos regionalizados de caminhadas históricas pelos múltiplos espaços de Guarulhos, que é a sétima cidade mais antiga do Brasil e dispõe de um riquíssimo potencial a ser explorado do ponto de vista histórico, turístico, cultural e identitário. É impossível compreender a historicidade do município e seus desdobramentos através da elaboração de um único roteiro e do passeio meramente turístico, pensando nisso, os trajetos serão orientados por um guia local e um historiador, cuja missão é ampliar a percepção sobre a cidade em sua complexidade.

A iniciativa recebeu apoio e investimento do edital Ponto de Cultura, parceria entre o Ministério da Cultura e a Secretaria de Cultura de Guarulhos, o que possibilitou a abertura de 40 vagas para um público geral em cada evento, essa parceria ajuda a AAPAH a proporcionar uma estrutura que diminui o desconforto das três horas previstas de conversa e caminhada que exigem os roteiros (como kits de alimentos, camisetas e ônibus, quando necessário). A inscrição é gratuita e feita pelo e-mail: contato@aapah.org.br, e para mais informações, visite e curta a página da AAPAH Guarulhos nas redes sociais.

A primeira caminhada ocorreu no Centro Histórico, bairro que simboliza a fundação de Guarulhos em 1560, o legado colonial, a emancipação no final do século XIX, bem como a constituição do município moderno do qual conhecemos, também foi a região que mais sofreu com impactos físicos, sociais, culturais e econômicos ao longo do tempo.

Participantes da caminhada - Praça Getúlio Vargas. Acervo: AAPAH/Bruno Leite de Carvalho

Participantes da caminhada – Praça Getúlio Vargas. Acervo: AAPAH/Bruno Leite de Carvalho

A região central sempre foi o grande alvo da mentalidade progressista, dos projetos de modernização suburbana, da especulação imobiliária e o preço do constante crescimento sem o devido balanço com o passado estão nos danos sofridos em sua memória edificada, há poucos registros patrimoniais a rememorar e conservar a tradição histórica do centro, afinal, pelo menos oficialmente, falamos de um período de 454 anos.

Para este ano, estão previstas mais três caminhadas; a próxima será o circuito do Ramal “Tramway Cantareira”, o caminho do trem em Guarulhos, principal meio de transporte entre 1915-1965; depois por Bonsucesso, uma região tão antiga e tradicional como o centro, porém que é reflexo de um progresso muito mais lento e de desenvolvimento diferente e, a última, no aniversário da cidade, provavelmente a AAPAH fará mais uma caminhada pelo Centro Histórico, fechando o calendário anual, mas voltando com outros roteiros em 2016.

Ellen Taís Santana
Ellen Taís Santana
Historiadora, diretora financeira da AAPAH, coautora do livro “Signos e Significados em Guarulhos: identidade, urbanização e exclusão”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.